terça-feira, 3 de setembro de 2013

E nós tentamos

Poisé!

Saimos de taubaté as 10h da manhã de 6 de julho. Pela dutra seguimos até Guaratinguetá, onde começamos a seguir os marcos.

As paisagens começavam a aparecer e a adrenalina de realizar um sonho estava cada vez mais presente nos nossos organismos!

Logo no começo do trecho de terra resolvemos parar: nossos cavalos mecânicos encontraram colegas de carne e osso para um bate papo... Um grupo de tropeiros que vinha de algum lugar de minas.


Dali fomos seguindo os marcos e as marcações do GPS (mesmo assim erramos o caminho algumas várias vezes).



A Super Tenere não fez feio perto das landers! Mesmo pesadona andou na terra mandando bem.

A trupe

Chegando no pé da serra de Cruzeiro a Passa Quatro, em vez de subir por asfalto continuamos pela estrada real. Passamos essa pontezinha ai em baixo empurrando: não deu coragem de ir em cima da moto!!!


Praticamente uma trilha! Se tivesse com outra moto teria curtido bem mais. Mas a super, como a rainha que é, seguiu com maestria!



Infelizmente, ao chegar no topo da serra, minha moto começou com um comportamento estranho. Mesmo assim, seguimos até São Lourenço, sempre seguindo a ER ao máximo.


No outro dia, a moto resolveu pedir arrego. Sõ consegui fazê-la ligar quase as 11h da manhã, perdendo o dia, e a com a moto ainda estranha. Resolvi voltar pra casa. ER 1 X Super Tenere 0. Mas vai ter revanche!!!

Meus companheiros Osama e Noellen seguiram mais um dia pela ER antes de decidir voltar.

Obrigado Noellen e Osama pela companhia e ajuda! 

Um comentário:

  1. Show. Uma motocada assim vale ouro. Belas fotos. Baita abraço.

    ResponderExcluir